Blog comprometido com as mais diversas lutas sociais do planeta, particularmente, o que diz respeito a luta pelo socialismo, a ampliação do uso dos software livre Gnu/Linux na busca pela expansão de nossa inteligência coletiva e da cultura livre, além da batalha pela melhoria das condições de vida da população brasileira, sobretudo, do povo negro.

sábado, 17 de março de 2007

A China Capitalista

Como pudemos observar ontem, os grandes jornais brasileiros fizeram grandes loas à passagem da China para o capitalismo. Certamente, veremos em jornais, revistas, ou melhor, em todo o tipo de mídia possível, aquele velho discurso sobre a vitória do capitalismo, entretanto, esse otimismo constrata com a realidade crescente de miséria, sofrimento e violência, instalada nos territórios capitalistas, principalmente, nos países subdesenvolvidos, mesmo aqueles como o Brasil, onde a riqueza existe e está restrita a uma pequena parcela da população.
A introdução de uma legislação protetora da propriedade privada pela famigerada "Assembléia do Povo", se é assim que podemos chamá-la agora, assinala o início de uma nova China. A defesa jurídica da acumulação de capitais até então inexistente trazia receios e incertezas à burguesia chinesa. O medo de um Estado hostil as práticas capitalistas estava sempre presente e ameaçava o futuro do enigmático capitalismo chinês.
Em princípios do século XIX, Napoleão cumpriu um papel fundamental para o capitalismo europeu. Levava ele, à frente do seu exército, um conjunto de leis que legitimavam a nova ordem. Mais que a sua força e a contundência militar, o novo código de leis traquilizava a burguesia européia e, por isso, Napoleão era recebido como um herói pelas burguesias locais e seu retrato ficava exposto nas salas das casa burguesas, como uma homenagem ao seu apóstolado. Quem sabe não venhamos a ter expostos os retratos do senhor Hu Jintao, atual secretário-geral do Comitê Central do Partido Comunista da China, nos grandes salões burgueses chineses, também.
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 2.5 Brazil License.