Blog comprometido com as mais diversas lutas sociais do planeta, particularmente, o que diz respeito a luta pelo socialismo, a ampliação do uso dos software livre Gnu/Linux na busca pela expansão de nossa inteligência coletiva e da cultura livre, além da batalha pela melhoria das condições de vida da população brasileira, sobretudo, do povo negro.

terça-feira, 5 de agosto de 2008

Petição contra o nefasto Projeto Azeredo atinge mais de 100.000 assinaturas


A petição online contra o projeto Azeredo postada no endereço eletrônico: http://www.petitiononline.com/veto2008/petition.html atingiu um número superior a 100.00 assinaturas, demonstrando a indignação da sociedade civil brasileira contra este atentado à democracia, que ocorreria caso esta proposta parlamentar seja transformada em lei. É preciso lembrar que devemos continuar mobilizando outras pessoas e mostrando as mesmas a necessidade de participar deste manifesto contra a opressão e a ditadura digital que se avizinha. Hoje, em países da Europa, Estados Unidos da América, Austrália e outros onde a ideologia anglo-saxã do Copyright, do DRM se instalou e venceu o debate político alguns poucos grupos midiáticos dominam verdadeiros feudos virtuais com barreiras que só podem ser ultrapassadas a custo de muito dinheiro, impedindo o livre trânsito da informação, do conhecimento e da cultura. Basta acessar o site português Remixtures para se ter uma idéia da verdadeira paranóia que se apossou da internet em solo europeu e norte-americano, em função da perseguição aos sites com conteúdo compartilhado, como o Pirate Bay, por exemplo, ou mesmo ao usuário comum de um P2P caseiro, fazendo inclusive com que o pessoal de lá torça para que o mesmo não ocorra aqui, o que podemos ver nesta postagem http://remixtures.com/2008/07/senado-brasileiro-aprova-lei-big-brother-para-controlar-internet-usando-desculpa-da-pedofilia/.
Por isso, pelo bem da liberdade virtual que hoje temos. Clamamos aos quatro ventos virtuais para que agitemos e nos movimentemos para derrotar esta lei que irá beneficiar algumas poucas empresas e prejudicar todos os outros setores da sociedade, sobretudo os mais pobres, que só agora começam a ter acesso à rede graças a projetos como o "Computador para Todos" e ao crescimento das "lan houses" na periferia, favelas e afins .
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 2.5 Brazil License.