Blog comprometido com as mais diversas lutas sociais do planeta, particularmente, o que diz respeito a luta pelo socialismo, a ampliação do uso dos software livre Gnu/Linux na busca pela expansão de nossa inteligência coletiva e da cultura livre, além da batalha pela melhoria das condições de vida da população brasileira, sobretudo, do povo negro.

terça-feira, 11 de novembro de 2008

II Bahia Afro Film Festival


http://www.bahiaafrofilmfestival.com/

II Bahia Afro Film Festival

O Festival
Luz, câmera, ação. Salvador já está pronta para receber o II Bahia Afro Film Festival, Festival Internacional de Cinema Afro, que será realizado de16 a 21, Dezembro de 2008, logo-após a passagem das comemorações do dia Nacional da Consciência Negra, estendendo assim uma homenagem ao grande herói Zumbi dos Palmares, promovendo um reflexão em torno da data mais importante para o calendário afro- descendente no Brasil.


Imagine Todo Povo Afro Juntos

O Bahia Afro Film Festival é um projeto da Casa de Cinema da Bahia, dirigida pelo cineasta Lázaro Faria e tem como principal objetivo divulgar, integrar e promover discussões em torno da produção de cinema e vídeos nacionais e estrangeiros, que tenham o povo afro-descendente como tema principal. O lema do Festival coordenado por Adailton Borges (Dhay) é "Imagine todo povo Afro juntos" - para registrar a mobilização cinematográfica da cultura afro-brasileira no territótio nacional.

Para tanto, propõe mundializar essa campanha a partir da cidade do Salvador/Bahia, trazendo e usando como recorte a experiência e sabedoria africana que hoje possuem um dos maiores pólos de cinema Ênfase será dada a essa experiêcia e suas influencias na diáspora africana no mundo e sincretismo cultural e preservação das raizes e valores.

Para o presidente da Casa de Cinema da Bahia, Lázaro Faria, a comunidade afro-descendente já merecia - há muito - um festival internacional como este. " É um povo que veio como escravo, despojado de roupas, auto estima e chegou aqui para construir e refazer sua vida. E fizeram isso com uma alegria e uma beleza genial", opina Faria, que já assinou filmes conhecidos internacionalmente, entre eles, Orixás da Bahia, Mandinga em Manhattan e Cidade das Mulheres. Para Faria, Salvador é o lugar certo para um festival de filmes voltado para os afro-descendentes."Foi aqui que a África foi reiventada", conclui.

Entre as pautas a serem discutidas no Festival destaques para a discussão do processo de profissionalização e crescimento da produção audiovisual na Bahia, a popularização da sétima arte, a formação de público e a promoção do cinema afro como gerador de debates. Estarão entre os sub-temas do evento, assuntos como Raízes e ancestralidade, Sincretismo Cultural, Diáspora Africana e Reparações . O Festival resgatará ainda, a velha ambição de tornar a Bahia, já conhecida mundialmente por sua essência e autenticidade cultural, um pólo internacional do audiovisual.

Para estas, entre outras questões pertinentes a ambiência da produção cinematográfica, serão montados oficinas palestras,seminário, manifestações artísticas e culturais que resgatem e valorizem o cinema afro-descendente. Além disso, um acervo audiovisual será instalado na Casa de Cinema e disponibilizado ao público para mostras e exibições especiais durante todo o ano.
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 2.5 Brazil License.