Blog comprometido com as mais diversas lutas sociais do planeta, particularmente, o que diz respeito a luta pelo socialismo, a ampliação do uso dos software livre Gnu/Linux na busca pela expansão de nossa inteligência coletiva e da cultura livre, além da batalha pela melhoria das condições de vida da população brasileira, sobretudo, do povo negro.

sábado, 13 de junho de 2009

Templo cigano é atacado no Rio de Janeiro

Rio - Três pessoas invadiram e depredaram quinta-feira de madrugada o Santuário de Santa Sara Kali — padroeira dos ciganos —, na Estrada do Gabinal, em Jacarepaguá. Segundo vizinhos do centro, dois homens e uma mulher destruíram imagens que estavam sobre o altar. Os donos do santuário registraram o caso como intolerância religiosa na 32ª DP (Taquara).
O tempo funciona no local há um mês. Antes, o espaço era usado pela Igreja Evangélica Nova Vida. “Quem fez isso não queria roubar, porque nada foi levado. Fizeram isso porque são contrários à nossa religião. Nossa indignação não é pelo prejuízo, é pelo preconceito. É um desrespeito com o nosso sagrado”, disse Joelmir de Carvalho Armendro, 45, responsável pelo templo.
No momento do crime, o local estava vazio. Os vândalos entraram por um basculante e permaneceram no templo por meia hora.
A Comissão de Combate à Intolerância Religiosa divulgou nota de protesto contra a depredação. Com este, já são oito os casos de intolerância registrados em delegacias este ano. O delegado Henrique Pessoa, responsável por acompanhar esses crimes, informou que há 18 meses, desde que a Polícia Civil passou a trabalhar com a comissão, o número de queixas subiu em 400%. “Quase sempre templos umbandistas são os atacados”, afirmou.
Fonte: Jornal O Dia

Espero que não precisemos chegar aos fatos abaixo relacionados para que a sociedade reaja contra a intolerância religiosa.

Cronologia do Holocausto Nazista

1933

  • 30 de janeiro: Adolf Hilter é nomeado Chanceler da Alemanha.

  • 22 de março: É construído o primeiro campo de concentração em Dachau.

  • 1 de abril: Boicote aos negócios e lojas de Judeus.

  • 7 de abril: Decreto afasta os Judeus do funcionalismo público, do exército e das universidades.

  • 26 de abril: É estabelecida a Gestapo.

  • 10 de maio: Queima em público de livros escritos pelos Judeus, políticos dissidentes, e outros não aprovados pelo Estado.

  • 14 de julho: Lei tira o direito de cidadão dos Judeus imigrantes no Leste Europeu.

1934

  • 2 de agosto: Morre o presidente alemão Hindenburg. Hitler anuncia-se Führer e Reichskanzler (chefe e Chanceler do Reich). As forças armadas devem jurar lealdade e obediência a Hitler.

1935

  • 31 de maio: Judeus são proibidos de servir ou entrar nas forças armadas da Alemanha.

  • 15 de setembro: Leis de Nuremberg; para a proteção do sangue e da honra alemã (os judeus deixam de ser cidadãos alemães e não podem casar com arianos).

  • 15 de novembro: Alemanha define “Judeu” alguém com três avós judeus; alguém com dois avós judeus é identificado como um judeu.

1936

  • 3 de março: Médicos judeus são proibidos de praticar medicina nas instituições alemãs.

  • 7 de março: Alemães ocupam a Renânia que tinha sido desmilitarizada pelo Tratado de Versalhes.

  • 17 de junho: Himmler é nomeado chefe da polícia política alemã.

  • Julho: Abre o campo de concentração de Sashsenhausen.

  • 25 de outubro: Hitler e Mussolini formam a aliança do Eixo Roma – Berlim.

1937

  • 15 de julho: Abre o campo de concentração de Buchenwald.

1938

  • 13 de março: Anchluss: incorporação da Áustria na Alemanha. Todos os decretos anti-semitas são imediatamente aplicados na Áustria.

  • 26 de abril: É feito um cadastro com os bens e as propriedades de todos os judeus.

  • 6 de julho: Conferência de Evian, França, sobre o problema dos refugiados judeus.

  • 1 de agosto: É criado o Departamento de Emigração Judaica para forçar os judeus a saírem da Alemanha e da Áustria.

  • 3 de agosto: Itália decreta leis anti-semitas.

  • 30 de setembro: Grã-Bretanha, França concordam com a Alemanha ocupar o país dos Sudetas que pertencia à Tchecoslováquia Ocidental.

  • 5 de outubro: Solicitação pelas autoridades suíças de marcas alemãs em todos os passaportes judeus com um “J” para limitar a entrada de judeus na Suíça.

  • 28 de outubro: 17.000 judeus polacos que vivem na Alemanha são expulsos; os polacos dão-lhes asilo.

  • 7 de novembro: Assassinato em Paris do diplomata alemão, Ernest vom Rath por Herschel Grynszpan.

  • 9 a 10 de novembro: Kristallnacht (Noite de Cristal) – Primeiras grandes perseguições aos judeus na Alemanha, Áustria e no país dos sudetas: 200 sinagogas destruídas; 7500 lojas de judeus roubadas; 30.000 homens judeus foram enviados para campos de concentração (Dachau, Buchenwald, Sachsenhalsen).

    Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cronologia_do_Holocausto

Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 2.5 Brazil License.