Blog comprometido com as mais diversas lutas sociais do planeta, particularmente, o que diz respeito a luta pelo socialismo, a ampliação do uso dos software livre Gnu/Linux na busca pela expansão de nossa inteligência coletiva e da cultura livre, além da batalha pela melhoria das condições de vida da população brasileira, sobretudo, do povo negro.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Firefox 4.0, muito..., mas muito mais rápido

Fonte: http://br-parc-bxk-fe03.terra.com.br/linux/download/mozilla-firefox.htm


Análise do sítio Baixaki

Não é fácil conquistar um grande número de usuários fiéis como a Mozilla cativou com o navegador Mozilla Firefox. Lançado para o público em 2004, rapidamente o browser se tornou uma das principais alternativas na web, ganhando espaço e se tornando o segundo colocado absoluto na preferência do público.
Ao longo de suas diversas versões, o navegador passou por várias mudanças. Num mercado acirrado como o dos browsers, as inovações têm lugar a cada nova atualização e as versões finais, muitas vezes, ditam tendências e acrescentam muitos conceitos que, posteriormente, serão seguidos pela concorrência.
Mozilla Firefox 4.0
A versão 4.0 encerra o ciclo de atualizações das versões RC1 e RC2 e, além das correções necessárias de programação, disponibiliza novidades e ferramentas aperfeiçoadas para o usuário, resultando em uma interface mais limpa e velocidade de navegação ainda mais rápida.
O Baixaki analisou cada detalhe da nova versão do browser da Mozilla Foundation, levando em consideração todas as suas novidades. Será que desta vez o navegador da raposa de fogo vai conquistar de uma vez por todas um lugar na sua Área de Trabalho?

Visual limpo e renovado

Para quem já havia testado as versões RC1 e RC2, o novo visual pode não ser nenhuma surpresa. Contudo, se comparado à versão 3.6 as mudanças são significativas. O Mozilla Firefox está mais limpo e minimalista, exibindo por padrão apenas as informações e funções estritamente necessárias à navegação.

Botão Firefox

Visual do Mozilla Firefox 4.0
No canto superior esquerdo, o navegador ganha o botão Firefox. A partir dele é aberto um menu de contexto com acesso a diversas funções que, anteriormente, se apresentavam em na barra de ferramentas. Opções como “Nova aba” (também disponível pelo atalho Ctrl+T), “Nova janela” e “Abrir arquivo” podem ser encontradas neste menu.
Acesso à lista de sites “Favoritos”, “Histórico” de navegação, gerenciador de “Downloads” e “Complementos” não mais ficam disponíveis a simples clique, mas todos estão organizados dentro do menu Firefox, uma espécie de “Iniciar” dentro do navegador.

Abas de aplicativos

Opções complementares ocultas no menu
Uma das funções mais interessantes criadas pelo Firefox foi a introdução de complementos e add-ons para o navegador, característica que hoje parece indispensável para muitos usuários em qualquer browser que seja.
Aperfeiçoado, o acesso aos complementos agora é feito em uma nova aba. Para acessá-lo basta ir ao menu Firefox > Complementos ou ainda digitar o comando “about:addons” na barra de endereços do navegador. O procedimento de instalação é o mesmo, mas a partir de agora não é mais necessário reiniciar o browser para que uma extensão entre em funcionamento.

Permaneça em sincronia 

Sincronia com facilidade
Para quem utiliza mais de um computador, manter o histórico de navegação, bem como as URLs favoritas acessíveis a partir de qualquer de lugar, até então era uma tarefa que requeria o uso de uma extensão ou de serviços complementares, como uma conta de usuário da Google.
A partir de agora, a opção Sync passa a ser nativa do navegador. Ou seja, basta acessá-la no menu “Firefox” e selecionar “Configurar Sync”. A partir de um endereço de email e uma senha, todas as suas informações salvas podem ser acessadas em qualquer computador. A sincronia vale ainda para preferências e e senhas.

Melhoria no uso de memória 

Uso de memória do Firefox 4
A redução da carga no uso de memória RAM durante os processos sempre foi um dos pontos que pesaram negativamente contra o browser. Afinal, muitos usuários relatavam processos maiores do que 200 MB apenas para abertura de uma aba ou janela.
Graças às novas tecnologias de aceleração de hardware, mesmo com muitas abas abertas e requerendo a execução de conteúdos em Flash e JavaScript, o Firefox manteve em nossos testes uma média de uso de memória entre 140 e 150 MB, o que demonstra um claro avanço no gerenciamento de recursos.

WebM, HTML5, CSS3, SVG, WebGL... 

Gerenciamento de complementos
Antigamente, bastava o nome de um plugin para identificar todas aquelas tecnologias compatíveis com o navegador. Hoje, é preciso ficar atento ao suporte disponível para diversas linhas de programação. A ausência de uma delas pode significar a morte prematura de um browser antes mesmo do seu lançamento.
Nesse quesito, o Mozilla Firefox está em dia com as últimas novidades. Além do suporte completo para HTML5, que proporciona recursos mais dinâmicos para a criação de páginas, e CSS3, que define folhas de estilo com mais transições e efeitos na web, há compatibilidade com SVG e WebM.
Já a SVG é uma tecnologia para definição de componentes gráficos vetoriais, aperfeiçoando o uso de imagens dinâmicas na rede. Por fim, o codec WebM funciona em parceria com o HTML, proporcionando taxas maiores de compressão em vídeos de alta qualidade.
Para que possa exibir gráficos em 3D com melhor qualidade e velocidade, o Firefox aprimorou os recursos de WebGL. A tecnologia trabalha em parceria com o HTML5 e conta com gerenciamento automático de memória.

Aceleração gráfica

Abas organizadas no Firefox
Para melhorar o carregamento das páginas, algumas operações de processamento passam a ser feitas com auxílio da placa gráfica. Isso acontece graças à interface Direct2D, disponível nas versões mais recentes do Windows.
O recurso é desativado na configuração padrão do programa, para evitar gastos maiores com energia elétrica, principalmente para usuários que utilizam o navegador em notebooks e não podem descuidar da carga de bateria.

Compatibilidade com multitouch

Muitos do tablets que chegam ao mercado virão com o Windows 7 como sistema operacional. Para eles, o Firefox 4.0 passa a contar com suporte para as versões multitouch, trazendo funções adicionais para o navegador.
Opções como cortes, redimensionamento de elementos, ajuste de zoom, giro de itens e empilhamento de imagens agora podem ser comandadas utilizando apenas a ponta dos dedos, um avanço necessário para a nova geração touchscreen de portáteis.

Panorama

Função Panorama
Há algum tempo, o Baixaki publicou o aplicativo Tab Candy, uma espécie de versão primária do Mozilla Firefox 4 que apresentava um embrião do que agora passa a ser chamado de “Panorama”.
Ao lado do sinal de adição para abrir uma nova aba, basta clicar sobre uma pequena flecha indicativa para ter acesso a outro submenu. Selecione “Grupos de abas” para exibir em forma de miniatura todas as abas abertas. Além disso, é possível organizá-las em grupos específicos, criando seleções específicas.

Acid3 Test

Resultado no teste  Acid 3
Um dos testes mais comuns utilizados para comprovar a eficácia de um navegador é o Acid3 Test. No início do ano, o Baixaki realizou testes com os principais browsers do mercado e, na ocasião, o Firefox obteve como resultado 94/100 pontos.
No novo teste que realizamos, a versão 4.0 do navegador atingiu a marca de 97/100 pontos. Vale lembrar que Safari, Chrome e Opera, já haviam alcançado a marca de 100 pontos. O Internet Explorer 9 obteve 95 no mesmo teste.
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 2.5 Brazil License.