Blog comprometido com as mais diversas lutas sociais do planeta, particularmente, o que diz respeito a luta pelo socialismo, a ampliação do uso dos software livre Gnu/Linux na busca pela expansão de nossa inteligência coletiva e da cultura livre, além da batalha pela melhoria das condições de vida da população brasileira, sobretudo, do povo negro.

segunda-feira, 21 de março de 2011

Prisão de manifestantes contra Obama: tá pior que na ditadura militar

Palavras do Pelenegra: Como disse minha esposa aqui, ao meu lado, ao saber da prisão de um aluno do Colégio Pedro II, e de uma senhora de 69 anos: tá pior do que na ditadura militar. Sobre a Dilma, confesso que estou sem entender, depois daquele papo todo acerca de direitos humanos. É muita contradição. Já Sergio Cabral, não podíamos esperar outra coisa. Sem palavras!!!
Abaixo repasso emails de pessoas preocupadas e estarrecidas com as prisões. Me reservo o direito de não publicar o nome dos emitentes.

Olá amigos,
acredito que vocês ficaram sabendo, pelo menos em parte, das manifestações destes dias contra a vinda de Obama (uma vez que não há muitas informações na grande mídia). A repressão não deu mole e tivemos os "primeiros presos políticos" do regime autoritário (para não dizer fascista) do governo do Estado, com conivência óbvia do governo federal. Eu realmente estou cada vez mais perplexa e revoltada com o tratamento das manifestações civis e políticas, dignas de uma ditadura velada, que não tem perdido em nada para governos de Serra e Kassab. Este email abaixo é de alguém do DCE da UFRJ, apelando desesperadamente para divulgar a situação de um aluno do CP2 preso e, ao que parece, junto a detentos comuns. Hoje na Folha também saiu uma matéria (online) falando de uma antiga militante que teve dois filhos universitários presos, e que estão em presídio comum. Parece que sua filha está em Bangu.  Será que só eu me espanto com isso?? Cada vez mais lembro de um artigo do José Arbex do ano passado, falando sobre as tendências fascistas dos governos brasileiros...

Repassem para entidades que possam ajudar de alguma forma, nem que seja ao menos para divulgar.


            Amigos, Professores, Companheiros
            Por favor, to precisando muito de vocês agora,

Tenho um amigo, membro do grêmio Estudantil do C.Pedro II São Cristóvão, João Pedro Accioly Teixeira,preso numa unidade prisional para menores a 24 horas sem direito a visita ou comunicação e com pedido de Habeas Corpus e liberdade condicional negados por ter participado de uma passeata em protesto frente a visita do Obama ao Brasil. Embora  11 outros militantes e mesmo uma senhora de 70 anos que passava pelo ato também estejam presos e na mesma situação pela mesma causa, ele é o único que se encontra isolado dos outros por ser menor de idade, ou seja, compartilhando uma cela com outros detentos sem nenhum companheiro presente.
São óbvios e grandes os riscos que sua integridade física e psicológica correm estando ele sozinho, como o de violência física e estupro,podendo ele permanecer nessa situação durante semanas pelo motivo de ter participado de uma passeata durante a qual alguém jogou um coquetel molotov na embaixada norte-americana  na ultima quinta-feira. Não há qualquer prova dele estar envolvido, e os videos das câmeras de segurança da Embaixada que registram o momento estão tendo seu acesso negado enquanto Obama permanecer no país,  até terça, sendo que a audiência que definirá sua liberdade ou encarceramento será amanhã as 11 horas. Ou seja, a única prova real sobre a autoria do coquetel molotov só será liberada após a sua audiência, e uma nova audiência necessária para sua liberação poderá ocorrer talvez somente em semanas.Seu pedido de habeas corpus foi negado textualmente pelo simples motivo de Obama permanecer no Brasil, motivo inclusive inconstitucional, mas assegurado pelo esquema "especial" de segurança que protege o Presidente do Estados Unidos.
Seu "crime" não tem direito a fiança porque foi enquandrado como possível portador de arma.

A única maneira de tentarmos garantir sua integridade física é dando grande visibilidade a uma campanha pela sua liberdade e segurança,
 pressionando o governo a zelar por ela.A pressão de mandatos parlamentares e movimentos sociais envolvidos não está sendo suficiente.

Você, enquanto membro/diretor de um movimento social, escola, universidade, qualquer espaço da sociedade organizado, por favor mobilize esses espaços a institucionalmente e/ou através das pessoas que o compoem divulgarem a necessidade de sua libertação e segurança através de todas as redes sociais, sites e blog´s possível.
A todos, inclusive os que não fazem parte de nenhum espaço social mais amplo,por favor façam o mesmo através das páginas sociais (facebook, orkut,blog´s, twitter), mobilizem suas familias e enviem um e-mail para mim respondendo este detalhando o que puderam fazer e para mantermos contato e coordenarmos o processo.
Defendo que um grande ato seja organizado ainda essa semana pela libertação de todos os companheiros.
Esse e-mail é uma iniciativa pessoal, em função da situação mais delicada que esse companheiro vive, mas que não quer de forma alguma se chocar com as iniciativas coletivas que estão sendo tomadas pela libertação de todos os presos políticos, das quais não consegui ainda tomar conhecimento mas que sei que estão sendo divulgadas a exaustão.Quem puder responder esse e-mail com informações sobre inciativas coletivas pela libertação de todos os Presos, por favor o faça!!

Quem puder, me ligue para coordenar mais ações e aos que verem a tempo, estejam presentes amanhã em frente ao Tribunal de Justiça na Presidente Antonio Carlos , onze horas. 

Repasse esse e-mail a todos os seus amigos, companheiros de militancia, divulgue. Qualquer um de nós estudantes ou professores (como teve caso) poderíamos estar presos nesse momento por exercer o direito à liberdade de expressão.

Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 2.5 Brazil License.