Blog comprometido com as mais diversas lutas sociais do planeta, particularmente, o que diz respeito a luta pelo socialismo, a ampliação do uso dos software livre Gnu/Linux na busca pela expansão de nossa inteligência coletiva e da cultura livre, além da batalha pela melhoria das condições de vida da população brasileira, sobretudo, do povo negro.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

O imperdoável erro de Lula

Há erros políticos que são imperdoáveis. Lula nunca deveria ter ido à casa de Jobim com Gilmar Mendes lá, um e outro, não são confiáveis. Parece a história de Emir Sader na Folha, quando, em off, disse à um repórter da Folha de São Paulo, que a Ministra da Cultura Ana de Hollanda era autista e perdeu o cargo para a Casa Rui Barbosa. Infelizmente, ficaremos sempre com a dúvida. Aconteceu ou não aconteceu, mesmo que o anfitrião diga que não é verdade. Não conseguimos confiar nele. Ele poderia ter dito o contrário, que mesmo assim desconfiaríamos. Não adianta chamá-lo de ministro Jobim, já que ninguém lhe dá crédito. Teve que sair do ministério da defesa pela porta dos fundos. Todos lembram o acontecido. Usá-lo, portanto como anteparo não torna sólida a posição de Lula, apenas a enfraquece ainda mais. Resultado, ficaremos sempre com a pulga atrás da orelha, graças a insânia de Lula de ter confiado em quem não devia confiar.


Some-se a isso o momento político em que vivemos, de tantas escaramuças, de lado a lado. A CPI do Cachoeira que definitivamente tornou-se CPI da Veja, o provável julgamento do Mensalão, a Comissão da Verdade, a votação do Código Florestal, enfim todos estes fatos juntos, correndo paralelamente, tornando a vida política ainda mais quente, o que nenhum governo deseja. No campo econômico, o governo comprou uma briga das mais difíceis, com a fatia da classe dominante mais poderosa, os banqueiros, ao exigir a redução do spread bancário. São batalhas em várias frentes, conduzidas no limite da exaustão. Por que haveria Lula, de oferecer ao diabo esta oportunidade de apequená-lo? Muitas manchetes ainda serão produzidas sobre o caso. Quais serão as consequências disso na próxima eleição? Só o futuro dirá!
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 2.5 Brazil License.