Blog comprometido com as mais diversas lutas sociais do planeta, particularmente, o que diz respeito a luta pelo socialismo, a ampliação do uso dos software livre Gnu/Linux na busca pela expansão de nossa inteligência coletiva e da cultura livre, além da batalha pela melhoria das condições de vida da população brasileira, sobretudo, do povo negro.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

HSBC paga multa milionária por envolvimento em lavagem de dinheiro no México

Fonte: operamundi


O banco decidiu não recorrer às acusações judiciais no país depois de o Senado dos EUA ter comprovado seu envolvimento com fundos de cartéis mexicanos


Uma semana depois da divulgação do relatório do senado dos Estados Unidos que acusava o HSBC de ter exposto o país a rede de terrorismo e lavagem de dinheiro, o maior banco europeu pagou uma multa de 27,5 milhões de dólares no México por seu fraco sistema de controle no país.
Segundo a Comissão Nacional Bancária e de Valores, as filiais do HSBC no México deixaram de cumprir as regras para a prevenção de lavagem de dinheiro durante operações realizadas em 2007 e 2008. O valor da multa representa mais da metade do lucro obtido pelas agências bancárias mexicanas em 2011 e é a maior sanção imposta por autoridades mexicanas contra uma instituição financeira.
A multa, que foi emitida em 7 de novembro de 2011, apenas foi paga nesta quarta-feira (25/07) porque o banco desistiu de recorrer na justiça às acusações. O HSBC mexicano emitiu uma declaração reconhecendo que falhou em relatar 39 transações suspeitas e atrasou em relatar outras 1729. O HSBC México reconhece que não conseguiu cumprir rigorosamente a regulamentação bancária nem com as normas que os reguladores e clientes esperam de nossa instituição e se desculpa", diz a nota. O banco está entre os cinco maiores no México com mais de 1,4 mil agências e 6 milhões de clientes. 
Provas da lavagem de dinheiro
A decisão do HSBC vem uma semana depois do Senado norte-americano ter publicado um relatório que contém diversas provas de seu comportamento irregular referente a ações bancárias ilícitas, incluindo no país mexicano. 
Segundo o documento, o banco continuou a realizar negócios com casas de câmbio mexicanas apesar das crescentes suspeitas de que estariam ligadas à lavagem de dinheiro do narcotráfico, enquanto outros bancos pararam de se relacionar com essas instituições. O banco "não tomou medidas decisivas para enfrentar essas filiais e colocar um fim à conduta", diz o relatório.
De acordo com as informações, as casas mexicanas possuíam uma filial nas Ilhas Cayman que mesmo movimentando 2,1 bilhões de dólares em apenas um ano, não possuía funcionários nem escritório. O documento também aponta que unidades do banco nos EUA receberam 7 bilhões de dólares das casas transportados por aviões ou carros durante os anos de 2007 e 2008.
Além da multa emitida pelas autoridades mexicanas, o HSBC terá que responder às acusações judiciais nos Estados Unidos. Analistas estimam que o banco terá de pagar cerca de 1 bilhão de dólares referente ao processo norte-americano, informou a rede Al-Jazeera. 

Escândalos financeiros

O HSBC, considerado a maior instituição financeira da Europa, não foi o único banco britânico a enfrentar acusações por ter realizado ações irregulares no mercado. O Barclays, segundo maior banco da Grã-Bretanha, passou de 2007 a 2012 mentindo sobre sua liquidez para dizer-se mais sólido do que realmente era.
Os bancos sediados em Londres, como HSBC e Barclays, geraram receita de 32 bilhões de libras esterlinas (cerca de 100 bilhões de reais) para os cofres britânicos em 2010, dinheiro suficiente para aliviar quase metade do déficit da balança comercial do Reino Unido com a Europa. Eles são considerados imprescindíveis pelo governo do premiê David Cameron, do Partido Conservador, que preferiu romper com a União Europeia no final do ano passado a aumentar taxas e controles sobre suas operações.
As multas podem ser suficientes para apaziguar as instituições políticas, mas não para acalmar a ira da população europeia e norte-americana que enfrentam um período de dura crise econômica. 

Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 2.5 Brazil License.